fb-embedImpactos da educação a distância na sustentabilidade HSM Management

Sustentabilidade

3 min de leitura

Impactos da educação a distância na sustentabilidade

Cada vez mais presente no cotidiano das pessoas e empresas, a educação online e a distância impactada diretamente as ações de ESG

Colunista Luiz Alexandre Castanha

Luiz Alexandre Castanha

14 de Setembro

Compartilhar:
Artigo Impactos da educação a distância na sustentabilidade

Hoje a atenção e a consciência com o meio ambiente, o impacto social e a apresentação de uma conduta ética não são apenas maneiras de 'fazer bonito' aos olhos dos clientes. É praticamente uma obrigação para as organizações do ponto do seu público interno e externo. Ou seja, as ações de sustentabilidade precisam estar intrínsecas nos valores e atitudes das organizações.

Caso isso não aconteça, tanto os consumidores como a sociedade farão cobranças - e o preço que pode ser pago é bem alto. A consultoria McKinsey & Company, por exemplo, apontou essa necessidade em um relatório publicado em 2020.

Em tempos em que a cultura do cancelamento está em alta, é mandatório estar de acordo com os padrões de ESG. A pressão para que se preste atenção a essas questões só cresce. A educação a distância, por sua vez, é uma excelente maneira de colocar as questões de ESG em prática, levando a sociedade a trilhar por um caminho mais sustentável. Mas de que maneira?

Em primeiro lugar, o aprendizado online é uma excelente opção educacional pois oferece comodidade e uma experiência personalizada. Estima-se que mais de 40% das empresas Fortune 500 usam alguma forma de tecnologia educacional online para treinamento de seus colaboradores. E, de acordo com a IBM, o aprendizado virtual pode aumentar a produtividade em até 50%.

A educação a distância reduz os impactos ambientais negativos decorrentes dos processos produtivos, além da economia com transporte. Os insumos necessários para o aprendizado, como carteiras, eletricidade e os próprios locais de aprendizagem são drasticamente reduzidos.

Isso mitiga o desperdício e conserva os recursos naturais. Além disso, o aprendizado online economiza tempo e dinheiro tanto para a empresa ou instituição de ensino como para o aluno.

Legado sustentável da educação online

Há também a questão social. A chance de uma pessoa que mora em uma cidade longe dos grandes centros urbanos se qualificar é muito maior. Basta ter acesso à internet – e o aprendizado pode ser realizado inclusive em um smartphone. Do ponto de vista da sustentabilidade, há mais três vantagens provocadas pela educação online a distância:

Redução da poluição: um estudo da University of West Georgia revelou que, a cada 100 alunos que não se deslocavam para a escola, as emissões de dióxido de carbono eram reduzidas em até 10 toneladas por semestre. Outro estudo do Stockholm Environmental Institute (SEI) mostrou que os cursos de aprendizagem online resultaram em uma redução de emissões de 90%.

Preservação dos recursos naturais: os edifícios usam grandes quantidades de energia para geração de eletricidade. O Open University Design Innovation Group (DIG) do Reino Unido descobriu que o aprendizado online consome até 90% menos energia em comparação com as fontes tradicionais. Além disso, a construção de escolas e instituições educacionais precisa de plástico, metal, madeira e outros materiais de construção. A educação online reduz a demanda por essas matérias-primas que protegem o meio ambiente.

Diminuição do consumo de papel: o desmatamento é um sério problema no Brasil. De acordo com a National Wildlife Foundation, 60% do lixo escolar é papel. E, para reciclar 10 toneladas de papel pode ser necessário o equivalente ao uso de 100 barris de petróleo bruto. O ensino a distância ainda reduz a energia e os recursos usados para reciclar papel.

Não há dúvidas de que a educação a distância fará cada vez mais parte do futuro de empresas e instituições de ensino. No entanto, você já tinha parado para pensar na relação entre esse tipo de ensino e os padrões de ESG? Vale muito a pena fazer essa reflexão e, de preferência, colocar esse pensamento em ações práticas. Você e o mundo só têm a ganhar.

Gostou do artigo escrito por Luiz Alexandre Castanha? Saiba mais sobre educação e tecnologia, ESG e outras ações de sustentabilidade assinando nossas newsletters e ouvindo nossos podcasts na sua plataforma de streaming favorita.

Compartilhar:

Autoria

Colunista Luiz Alexandre Castanha

Luiz Alexandre Castanha

É administrador de empresas com especialização em gestão de conhecimento e storytelling aplicado à educação, atua em cargos executivos na área de educação há mais de 10 anos e é especialista em gestão de conhecimento e tecnologias educacionais.

Artigos relacionados

Imagem de capa Meu CEO diz que agora é ESG

Sustentabilidade

12 Novembro | 2021

Meu CEO diz que agora é ESG

Se você quer ser um executivo ESG de uma empresa em transformação, que tal começar realmente a acolher essas lideranças do futuro e lhes dar o espaço de desenvolvimento de que necessitam?

Carolina Utimura

6 min de leitura

Imagem de capa ESG: a década decisiva para o planeta e o futuro do capitalismo

Sustentabilidade

11 Novembro | 2021

ESG: a década decisiva para o planeta e o futuro do capitalismo

ESG não é uma linha de chegada, não é um selo ou um carimbo, mas uma jornada

Lucas Grilo

4 min de leitura

Imagem de capa Como o ESG está relacionado com a gestão de pessoas?

Gestão de pessoas

10 Novembro | 2021

Como o ESG está relacionado com a gestão de pessoas?

O mercado brasileiro dá sinais de que está atento a essas questões e daqui para frente, boas práticas vão pesar cada vez mais na análise de valor das empresas

Tiago Mavichian

6 min de leitura

Imagem de capa Impactos da educação a distância na sustentabilidade

Sustentabilidade

14 Setembro | 2021

Impactos da educação a distância na sustentabilidade

Cada vez mais presente no cotidiano das pessoas e empresas, a educação online e a distância impactada diretamente as ações de ESG

Luiz Alexandre Castanha

3 min de leitura