fb-embedComo se tornar um talento de alto potencial na sua empresa HSM Management

Carreira

7 min de leitura

Como se tornar um talento de alto potencial na sua empresa

Um conjunto de pesquisas aponta quais são os elementos que ajudam a construir e moldar uma carreira de alto potencial; neste artigo, analisamos os principais pontos desses estudos, acrescentando exemplos práticos

Colunista Davi Lago e Augusto Jr

Davi Lago e Augusto Jr

30 de Junho

Compartilhar:
Artigo Como se tornar um talento de alto potencial na sua empresa

As empresas e startups mais competitivas do mundo estão interessadas em manter os melhores talentos entre seus quadros. Schon Beechler e Ian Woodward afirmam que está em curso uma verdadeira “guerra global por talentos”. Líderes qualificados e dotados de habilidades excepcionais são indispensáveis na acirrada concorrência comercial globalizada. A integração internética possibilitou que os participantes do mercado tenham acesso aos mesmos softwares, tecnologias e consultorias.

Nesse contexto, o primeiro desafio das organizações é definir com o máximo de clareza possível quem são os talentos de alto potencial almejados. “Potencial” indica alguém que será capaz de ter sucesso em uma função maior no futuro. Assim, talento potencial é quem tem a capacidade de crescer e lidar com responsabilidades de maior escala e escopo. Ou seja, um trabalho na mesma área, mas com, por exemplo, um orçamento ou uma equipe maior com objetivos mais amplos e execução de tarefas substancialmente mais complexas.

Chamados na literatura executiva de gênios, prodígios, abençoados, outliers (fora da curva) ou alto potencial os colaboradores talentosos estão diretamente relacionados com o sucesso presente e futuro de suas respectivas organizações. Entre os trunfos comuns dos talentosos estão gerar valor desproporcional, entregar sistematicamente resultados acima do esperado e demonstrar um alinhamento firme de valores e propósito com a cultura da empresa.

Esses profissionais revelam a possibilidade latente de se tornar cada vez melhores. Assim, um alto potencial é quem consegue crescer, maximizar ou otimizar seu próprio talento. Linda A. Hill, Douglas Ready e Jay Conger pesquisaram este tema por vinte anos e publicaram algumas constatações no artigo Are You a High Potential na Harvard Business Review:

“Pessoas de alto potencial superam de forma consistente e significativa seus pares em uma variedade de ambientes e circunstâncias. Ao atingir esses níveis superiores de desempenho, eles exibem comportamentos que refletem a cultura e os valores de suas empresas de maneira exemplar. Além disso, eles mostram uma forte capacidade de crescer e ter sucesso ao longo de suas carreiras dentro de uma organização – mais rápida e eficaz do que seus grupos de pares”.

Elementos-chave para talentos de alto potencial

A partir da revisão da produção acadêmica de ponta sobre alto potencial, indicamos a seguir os elementos-chave para profissionais dispostos a evoluir na carreira:

1. Compreensão clara dos valores e objetivos da empresa:

Grandes potenciais são capazes de assimilar rapidamente os valores culturais e organizacionais da companhia. Essa clareza de raciocínio dirige a ação para resultados profissionais específicos. Ou seja, os talentosos demonstram alinhamento cultural com a empresa, pois são capazes de compreender a conexão entre suas aspirações pessoais e os objetivos da empresa, e traduzir isso em engajamento profissional. Esse tipo de colaborador é capaz de discernir, inclusive, a extensão de seu alinhamento com a companhia no curso do tempo. Não há desperdício de recursos, tempo ou atenção.

2. Compreensão do próprio campo de atuação e performance superior:

Talento é um conceito relativo. Alguém considerado talentoso para um serviço pode ser considerado um absoluto fracasso em outro. Portanto, os colaboradores talentosos identificam o campo de atuação específico para seu próprio potencial. Definir potencial significa definir um serviço específico necessariamente.

Uma pesquisa de Rena Subotinik, Paula Olszewksi-Kubilius e Frank Worrell indica que múltiplos fatores influenciam um potencial, incluindo fatores biológicos, psicológicos, sociais e culturais. Mobilizando as capacidades disponíveis, os talentosos alcançam resultados superiores aos seus pares.

Assim, a performance de alto potencial é aquela que vai além de atingir resultados com excelência, mas consiste em superá-los, sempre em acordo com os objetivos estabelecidos e com os valores da companhia. Esse aspecto é relevante segundo a Corporate Leadership Council High-Potential Management Survey 2005, pois um em cada sete indivíduos de alto desempenho é também um alto potencial. Ou seja, quem entrega serviços impressionantes desperta rapidamente a atenção do mercado.

3. Competências para lidar com a complexidade:

Jay Conger e Allan Church apontam na obra The High Potential´s Advantage quais são os fatores determinantes que fazem com que colaboradores entrem na lista dos 5% da empresa considerados de alto potencial. Os autores apresentam a abordagem dos “Cinco Fatores para Alto Potencial”: (a) senso da situação: construção de relacionamentos de confiança com os chefes; (b) aceleração de talento: aprendizado para a carreira pessoal a partir da experiência da equipe de trabalho; (c) pilotagem de carreira: discernimento dos desafios à frente; (d) aprendizado catalizador: transformação de insights em performance; e (e) tradução da complexidade: capacidade de transformar dados intrincados em ações objetivas.

De acordo com Conger e Church os altos potenciais transformam o complicado mundo em volta de sua organização em algo simples de entender. Essa competência envolve a habilidade de sintetizar informações de múltiplas fontes e apresentá-las em ações úteis para cada pessoa em seu círculo de influência.

Na mesma direção, o professor Elliott Jaques, que pesquisa a relação entre trabalho e complexidade desde a década de 1980, afirma que colaboradores de impacto articulam, lidam, combinam, analisam, reorganizam, julgam, raciocinam, concluem, planejam, decidem e agem de maneira exitosa com diferentes graus de informação. Assim, talentos de alto potencial desenvolvem comportamentos e habilidades técnicas e gerenciais para os atuais desafios, mas também se preparam para as novas possibilidades dentro da organização.

4. Capacidade de aprendizado e inteligência:

Diante das rápidas mudanças que o mundo atravessa, a capacidade de aprender pode ser considerada um fator fundamental na identificação de profissionais talentosos. A famosa frase atribuída ao Lord Chesterfield afirma: “se você não plantar conhecimento na juventude, ele não lhe dará sombra na velhice”. Ao invés de ficarem intoxicados com a influência alcançada por seus resultados, colaboradores de alto potencial permanecem aprendendo.

Há três métodos essenciais para efetivar o aprendizado. O primeiro é o experiencial: extrair lições do dia a dia profissional, participar de um programa de job shadowing, aprender com os próprios erros, realizar rotação de serviços supervisionada. O segundo método é o educacional: realizar MBA’s, estudos de caso, simulações, cursos de curta duração, extensões universitárias internacionais. O terceiro é o pessoal: cultivar relacionamentos com mentores e treinadores.

Toda organização luta para contratar e manter um estafe talentoso, motivado e eficiente. Os profissionais de alto potencial, que apresentam virtudes e resultados incríveis serão os primeiros a alcançarem. A inteligência em buscar conhecimento é um preditor de sucesso habitual.

O estudo de Linda E. Brody, do centro para jovens talentosos da Johns Hopkins University, acompanhou por vários anos um grupo de estudantes com menos de treze anos de idade que pontuaram notas altas em matemática e arrazoados verbais. Esses jovens com alto potencial foram convidados para programas de treinamento, aconselhamento e mentoria para suas carreiras. A pesquisa constatou que os integrantes do grupo que participaram desses programas alcançaram posições muito superiores tanto na trajetória acadêmica como na trajetória profissional.

A importância dos talentos de alto potencial vai além de beneficiar suas empresas. De acordo com a professora Brody, evidências consideráveis sugerem que são os jovens talentosos que entregam resultados impressionantes para a sociedade como um todo. Essas contribuições englobam cura de doenças, novas tecnologias, resolução de problemas políticos e sociais. Não apenas as empresas, mas toda a sociedade é beneficiada pela energia, ideias, criatividade e capacidade de realização das pessoas que desenvolvem seus talentos excepcionais.

Insights para sua carreira

1. Trabalhe para entregar um resultado insuperável em determinada tarefa

Não basta conhecer seu ponto forte, é necessário demonstrá-lo de modo retumbante. Portanto, trabalhe para entregar resultados cada vez mais sólidos em determinada tarefa. Há uma frase atribuída ao biólogo Thomas Huxley na revista Nature (Vol. XLVI) que diz: “tente aprender alguma coisa sobre tudo e tudo sobre alguma coisa”.

Huxley indica que mais do que ser “especialista” em algo, é preciso ser o melhor em algo. Essa ideia é válida para a performance. Trabalhe para entregar o melhor resultado possível em determinada tarefa. É um passo indispensável na comprovação de seu talento de alto potencial.

2. Realize atividades estratégicas

Todos sabemos as demandas são desproporcionais para o nosso tempo, e pessoas de alto potencial sempre têm uma carga ainda maior de coisas a fazer. Para Jay Conger, o segredo é ser bastante estratégico na hora de definir onde colocar a energia. Então para continuar sendo relevante, determine quais tarefas precisam ser feitas, mas que não são críticas para diferenciar você profissionalmente. Faça-as o mais rápido e eficiente possível.

Além disso, no meio do grande número de tarefas que você terá, sempre haverá duas ou três realmente valiosas para seu chefe, o que chamamos de tarefas-chave. Para identificar as tarefas, use como critério as prioridades de seu líder e também seu estilo, fazendo as adaptações necessárias para atuar de acordo com o que ele percebe como eficaz.

Gostou do artigo escrito por Augusto Jr. e Davi Lago? Saiba mais sobre carreira assinando nossas newletters e escutando nossos podcasts em sua plataforma de streaming favorita.

Compartilhar:

Colunista

Colunista Davi Lago e Augusto Jr

Davi Lago e Augusto Jr

Perspectivas de carreira

Davi Lago é professor e pesquisador do Laboratório de Política, Comportamento e Mídia da PUC-SP e autor do best-seller em produtividade "Formigas" (Editora MC). Augusto Jr é diretor executivo do Instituto Anga e professor convidado da Fundação Dom Cabral. 

Eles escrevem mensalmente para a coluna Perspectivas de carreira.

Artigos relacionados

Imagem de capa Tomorrowland: o futuro do trabalho e das carreiras

Gestão de pessoas

26 Outubro | 2021

Tomorrowland: o futuro do trabalho e das carreiras

Os novos paradigmas do mundo do trabalho exigem a reinvenção das organizações de dentro pra fora. O seu RH está preparado para esta transformação?

Gustavo Mançanares Leme

6 min de leitura

Imagem de capa Uma nova ótica sobre equilíbrio entre pessoal e profissional

Carreira

06 Outubro | 2021

Uma nova ótica sobre equilíbrio entre pessoal e profissional

Porque se colocar como a sua maior prioridade não é algo egoísta – e pode ser a sua melhor escolha de carreira

Gabriela Chagas

5 min de leitura

Imagem de capa Mind the gap: a falta de talentos em tecnologia

Tecnologia e inovação

15 Setembro | 2021

Mind the gap: a falta de talentos em tecnologia

Para resolver de forma sistemática e justa o problema do desemprego e da falta de talentos no mercado de trabalho, precisamos investir em educação superior

Rafaela Herrera Silva

5 min de leitura