fb-embed

Liderança

3 min de leitura

Sonhe com ambição, lidere com convicção: as prescrições do discurso de Kamala Harris

Repleta de símbolos, a fala da primeira mulher a ocupar vice-presidência dos EUA é um recado para todos nós

Colunista Elisa Rosenthal

Elisa Rosenthal

27 de Novembro

Compartilhar:
Artigo Sonhe com ambição, lidere com convicção: as prescrições do discurso de Kamala Harris

O mês de novembro começou com um fato histórico: a eleição da primeira mulher negra, filha de imigrantes, para vice-presidente dos Estados Unidos. Ao lado de Joe Biden, Kamala terá um enorme desafio de liderança nos próximos 4 anos. E sua jornada começa com uma mensagem de força e esperança, especialmente para meninas e mulheres de todo o mundo.

"Eu posso ser a primeira mulher neste cargo, mas não serei a última. Porque toda garotinha nos assistindo hoje vai ver que este é um país de possibilidades."

O trecho do discurso da vitória reforçou o que a executiva Audrey Gelman afirmou ao sair grávida na capa da INC Magazine: "Você não pode ser o que não pode ver". E todos nós vimos Kamala caminhar em direção ao púlpito, vestindo o terno branco.

A escolha da roupa tem um enorme significado: a cor das sufragistas, mulheres que lutaram pelo direito ao voto em 1920.

E, se entre as quatro paredes do universo corporativo o debate sobre o tradicional "dress code" parece perder força, na fala da representatividade, a moda pode ser uma poderosa ferramenta de comunicação.

A cor branca também foi a escolhida por milhares de mulheres lideradas por Gloria Steinem e Betty Friedan, quando marcharam em Washington para apoiar a emenda pela Igualdade de direitos, em 1978.

Geraldine Ferraro, a primeira candidata à vice-presidência dos EUA, também usou um terno branco, quando aceitou a nomeação do Partido Democrata, em 1984.

Assim como Hillary Clinton ao assumir sua nomeação para concorrer à Presidência nas últimas eleições americanas, ato que impulsionou as redes sociais na campanha #wearwhitetovote (vista branco para votar).

Em fevereiro passado, as democratas da Câmara de Representantes (deputados) compareceram ao discurso do Estado da União de branco, reivindicando a igualdade de gênero.

Numa das eleições mais disputadas da história, o branco também pode simbolizar o pedido de trégua, uma vez que a bandeira branca é usada para representar a paz entre os povos, torcidas e exércitos.

Foram muitas as mensagens verbais e não verbais do primeiro discurso da dupla que irá comandar a maior potência do planeta nos próximos anos, o que não deixa dúvidas sobre a importância da comunicação que transmitimos, seja pelas palavras, símbolos e, principalmente, pelos nossos atos.

Sonhe com ambição

O instituto criado pela designer de moda americana Tory Burch e que leva o mesmo nome da estilista foi fundado em 2009 e propõe a reflexão com uma provocação: abrace sua ambição.

"Conforme nossa empresa cresceu, aprendi sobre os obstáculos que as mulheres enfrentam, desde equilibrar trabalho e família (meu maior desafio) até obter financiamento. Muitas também carecem da confiança, das redes de negócios e do treinamento de que precisam para concretizar suas ideias".

Sabemos que diferença entre o veneno e o remédio está na dose e a ambição é uma virtude que, por vezes, fica condenada por esta delicada dosagem.

O que Kamala trouxe em seu discurso foi a prescrição ideal para todas as meninas e mulheres que irão acompanhar ainda mais de perto a sua ascensão profissional.

"E às crianças do nosso país, independentemente do seu gênero, mandamos uma mensagem clara: sonhe com ambição, lidere com convicção e veja-se onde os outros podem não ver você, simplesmente porque eles nunca viram antes. E nós aplaudiremos vocês em todos os passos do caminho."

Agora resta a nós, cidadãos do mundo, que atuamos de forma independente ou por meio de instituições e corporações, seguir os passos deste caminho, lembrando de deixar sempre um sinal para aquelas que virão.

Compartilhar:

Autoria

Colunista Elisa Rosenthal

Elisa Rosenthal

Elisa Rosenthal é a diretora presidente do Instituto Mulheres do Imobiliário. LinkedIn Top Voices, TEDx Speaker, produz e apresenta o podcast Vieses Femininos. Autora de Proprietárias: A ascensão da liderança feminina no setor imobiliário.

Artigos relacionados

Imagem de capa Liderança com propósito e ambidestria são chaves para seguir empreendendo em 2024

Liderança

07 Fevereiro | 2024

Liderança com propósito e ambidestria são chaves para seguir empreendendo em 2024

Compreender o passado, para refazer o futuro e alinhado com propósitos necessários que 2024 precisa

Fábio Hayashi

4 min de leitura

Imagem de capa Você exerce uma liderança inclusiva?

Liderança

02 Fevereiro | 2024

Você exerce uma liderança inclusiva?

Um novo mundo pede um novo estilo de liderança e a tarefa não é fácil. Envolve ações cruciais de nossa capacidade humana e contínua tarefa nossa aliarmos isso aos nossos propósitos

Neivia Justa

3 min de leitura

Imagem de capa Caito Maia e o perfil do CEO da nova economia

Liderança

08 Dezembro | 2023

Caito Maia e o perfil do CEO da nova economia

Os líderes de empresas de tecnologia não têm o monopólio da liderança adequada à nova economia. Confira o porquê nesta conversa aberta sobre tecnologia, sustentabilidade, arte, negócios e gestão de pessoas com o fundador e CEO da Chilli Beans

Leonardo Pujol

9 min de leitura

Imagem de capa Autoconhecimento para liderar: a diferença entre o estar e ser um grande líder

Liderança

09 Novembro | 2023

Autoconhecimento para liderar: a diferença entre o estar e ser um grande líder

O autoconhecimento precisa ser desenvolvido com foco na liderança. A pessoa-líder deve entender sua história, seus gatilhos, suas perspectivas futuras e a construir a autoliderança para assim exercê-la com empatia e inteligência emocional em seus liderados

Heloísa Capelas

3 min de leitura

Imagem de capa Líder, você possui uma agenda de liderança?

Liderança

25 Outubro | 2023

Líder, você possui uma agenda de liderança?

Agenda consigo mesmo, com o time e com os resultados. Descubra três caminhos de desenvolvimento complementares que diferenciam o líder de média e alta gerência

Valéria Pimenta

5 min de leitura