fb-embed

Liderança

3 min de leitura

Qual a forma mais eficaz de gerar conexão entre as gerações dentro da sua empresa?

Afim de tentar criar uma conexão entre gerações, um evento corporativo também pode ser oportunidade de construir este elo entre colaboradores e é isso que Alexandre Cunha e Gustavo Ayres contam para nós neste relato.

Gustavo Ayres e Alexandre Cunha

20 de Maio

Compartilhar:
Artigo Qual a forma mais eficaz de gerar conexão entre as gerações dentro da sua empresa?

A presença crescente de colaboradores cada vez mais jovens tem sido uma questão de destaque para as empresas, evidenciando o contraste entre diferentes gerações no ambiente corporativo. Essa dinâmica sublinha a importância de valorizar a diversidade geracional e fomentar uma interação produtiva entre os colaboradores.

Segundo o relatório da McKinsey, espera-se que até 2025 a Geração Z represente cerca de 25% da força de trabalho global. Em paralelo a este fato, um estudo do Harvard Business Review mostra que o envelhecimento populacional está cada vez mais próximo. Prevê-se que até 2034, os adultos com mais de 65 anos ultrapassem os com menos de 18 anos em quase todos esses lugares do mundo.

Equipes multi-geracionais no ambiente de trabalho, devido à mudança demográfica, traz desafios e oportunidades para as organizações. Cada geração tem suas próprias visões e métodos em relação ao trabalho, o que pode causar dificuldades de convivência e até mesmo um baixo engajamento.

Uma pesquisa recente conduzida pela SPUTNiK revela que 8 em cada 10 líderes estão enfrentando dificuldades ao lidar com ambientes multigeracionais. Embora a diversidade seja vista como um ativo para as empresas, 21% dos profissionais identificam os conflitos geracionais como um dos principais obstáculos. De acordo com a pesquisa, a falta de engajamento da Geração Z também tem gerado preocupação para líderes de organizações.

Compreender e gerir as gerações X, Y e Z tem se tornado um desafio constante, pois vai além do convívio e abrange também o engajamento e a proatividade. Abordar a questão com cuidado e atenção é essencial para maximizar os benefícios de uma equipe multi-geracional, ao mesmo tempo em que se minimizam os possíveis impactos negativos.

Com o objetivo de promover uma troca mais produtiva e envolver os colaboradores, algumas organizações passaram a adotar estratégias que estimulam a autonomia e a partilha de conhecimento no ambiente corporativo, visando reduzir o "distanciamento" entre as gerações e criar um ambiente mais propício para interações.

É extremamente importante construir isso em cada um dos universos empreendedores. Na ZBRA, empresa de desenvolvimento de software, se realiza o "ZTalks", que este ano chegou à sua 20ª edição, em Recife (PE).

Este tipo de iniciativa é concebida com o propósito específico de estimular a troca de experiências e aprendizados entre os membros da equipe. Acreditar no poder transformador do compartilhamento de conhecimento vai além de simplesmente aprender ou ensinar; trata-se de reconhecer o valor intrínseco dessa interação para o crescimento pessoal e profissional, independentemente da idade dos participantes.

Dois dos valores fundamentais norteiam a cultura da empresa: o 'Aprender e melhorar continuamente' e 'Colaborar e compartilhar conhecimentos'. Este tipo de responsabilidade se torna crucial para cultivar e fortalecer esses valores, mostrando que a governança é um processo crucial para a continuidade e sustentabilidade dos processos decididos nesta cultura.

Portanto, independentemente da idade dos colaboradores, o que realmente importa é a existência de respeito mútuo e colaboração entre todos. Embora o foco principal do ZTalks não seja a diversidade geracional, essa é uma questão que permeia o dia a dia dentro da empresa e, por isso, também tem tido um impacto significativo com o evento.

Foi possível observar efeitos significativos nos colaboradores. Eles passaram a sentir um maior senso de pertencimento, interagir mais entre si e demonstrar um engajamento mais forte com o trabalho e a cultura organizacional.

A diversidade de experiências, habilidades e perspectivas em cada geração ressalta a importância de prestar atenção a esses detalhes. A integração das diferentes gerações não é apenas uma questão de inclusão social; é também uma estratégia inteligente para impulsionar a produtividade, desenvolver projetos mais eficientes e criativos para os clientes - garantindo rapidez e qualidade -, além de promover a sustentabilidade dos negócios a longo prazo.

Para superar essas barreiras e minimizar os conflitos potenciais decorrentes da diversidade geracional, é essencial buscar meios de promover a colaboração e o entendimento mútuo entre os membros da equipe, além de entender e abraçar as diferenças individuais e coletivas.

Compartilhar:

Autoria

Gustavo Ayres e Alexandre Cunha

Ambos da ZBRA, Gustavo Ayres atua como CIO e Alexandre Cunha é CEO da empresa.

Artigos relacionados

Imagem de capa Qual a forma mais eficaz de gerar conexão entre as gerações dentro da sua empresa?

Liderança

20 Maio | 2024

Qual a forma mais eficaz de gerar conexão entre as gerações dentro da sua empresa?

Afim de tentar criar uma conexão entre gerações, um evento corporativo também pode ser oportunidade de construir este elo entre colaboradores e é isso que Alexandre Cunha e Gustavo Ayres contam para nós neste relato.

Gustavo Ayres e Alexandre Cunha

3 min de leitura

Imagem de capa Inovação, gestão humanizada e desenvolvimento sustentável: pilares para o futuro empresarial

Liderança

16 Maio | 2024

Inovação, gestão humanizada e desenvolvimento sustentável: pilares para o futuro empresarial

Como é possível garantir a sustentabilidade empresarial? Conheça-o pelo caminho da inovação, gestão de equipes e desenvolvimento sustentável.

André Maciel (Ou Gabiru)

4 min de leitura

Imagem de capa A inevitável transição do people analytics para o people intelligence

Gestão de pessoas

11 Abril | 2024

A inevitável transição do people analytics para o people intelligence

O cenário é de rápidas transformações e uma coisa é certa: a IA chegou para ficar e as companhias precisam absorvê-la e usá-la a seu favor. Por isso, é hora de estar preparado para usar isso com inteligência

Ivan Cruz

5 min de leitura