fb-embed

Transformação Digital

2 min de leitura

O Superciclo tecnológico de Amy Webb no SXSW 2024

A GenT, o que Amy Webb destaca que somos nós, está em um momento crucial que pode definir nosso futuro

Colunista Marcel Nobre

Marcel Nobre

10 de Março

Compartilhar:
Artigo O Superciclo tecnológico de Amy Webb no SXSW 2024

Na conferência do SXSW 2024, a futurista Amy Webb entregou uma análise detalhada sobre as tendências tecnológicas emergentes no relatório "2024 Emerging Tech Trend Report". Com um misto de excitação e apreensão, Webb mergulhou no complexo cenário moldado pela interseção da inteligência artificial (IA), biotecnologia e ecossistemas conectados.

Destacando a transformação radical induzida pelas Tecnologias com Propósitos Generalistas (GPTs), Amy ressaltou a transição para um "Superciclo de Tecnologia".

Antes o que era determinado por uma tecnologia, segundo a palestrante, agora é impulsionado por três tecnologias principais: IA, biotecnologia e ecossistemas conectados.

Esta mudança, segundo ela, está redefinindo fundamentalmente a forma como vivemos. No entanto, a palestrante também abordou os desafios enfrentados por líderes e CEOs, que estão inundados por um ambiente complexo de incertezas, medos e dúvidas (FUD), exacerbados pela pressão de questões de impacto global como guerra, sustentabilidade corporativa e impactos menores, como metas de curto prazo, além da rápida evolução da IA.

Mesmo assim, Amy é extremamente otimista e destaca o quanto ainda temos controle do nosso próprio futuro. Para ela, este controle está na relação que construiremos entre a nossa segurança e ética da IA.

Ela provocou o público com cenários hipotéticos, como a possibilidade de deep fakes desencadearem eventos catastróficos e o potencial de conectáveis serem usados para pontuações sociais ou manipulação de preços. Ao mesmo tempo, trouxe insights pragmáticos sobre o futuro da Inteligência Artificial, que será construir modelos de linguagem maiores do que estamos acostumados (da LLM para a LAM).

Além disso, Amy explorou os avanços na biotecnologia, incluindo a criação de biocomputadores feitos de células humanas e a capacidade de gerar proteínas e materiais através da inteligência artificial.

Como solução para os desafios iminentes, Webb propôs a implementação de um "Departamento de Transição", destinado a navegar pelas mudanças tecnológicas e criar um ambiente de negócios mais sustentável e ético.

Essa visão fascinante e, ao mesmo tempo, preocupante do futuro tecnológico, destacando a importância da responsabilidade e da preparação para enfrentar os desafios que estão por vir, são cruciais para compreendermos quais decisões precisarão ser tomadas daqui para frente e de que forma permitiremos que a evolução da IA seja construída.

Compartilhar:

Colunista

Colunista Marcel Nobre

Marcel Nobre

Marcel Nobre é empreendedor, pesquisador, palestrante, TEDx Speaker e professor de inovação, tecnologias, IA, liderança e educação. Graduado em Administração de Empresas pela FEI, possui MBA em Gestão Empresarial pela FIA/USP, além de especializações em Letramento em Futuros, Neurociência e Metaverso. É fundador e CEO da BetaLab, uma edtech inovadora, e atua como professor na HSM/Singularity, FIA Business School, Startse e Belas Artes, além de ser mentor de Startups pela Ace Startups.

Artigos relacionados

Imagem de capa Estuarine Mapping: qual tipo de planejamento estratégico você quer produzir?

Transformação Digital

21 Março | 2024

Estuarine Mapping: qual tipo de planejamento estratégico você quer produzir?

Para mostrar e desvendar as dificuldades de pré-análise de uma questão, Alexandre Magno traz o Estuarine Mapping para transformar seus negócios

Alexandre Magno

4 min de leitura