fb-embed

Espaço lifelong learning

3 min de leitura

O elo entre a educação básica e o mundo corporativo

Por meio da inovação é possível promover transformação social e, ao mesmo tempo, preparo para o mercado de trabalho

Débora Garofalo

27 de Janeiro

Compartilhar:
Artigo O elo entre a educação básica e o mundo corporativo

Em um mundo em constante transformação, não é arriscado dizer que a tecnologia e a inovação chegaram para ficar. E com elas novas formas de compreendermos e interagirmos com o mundo. A cultura digital faz parte do nosso cotidiano, das nossas carreiras e, claro, da educação.

As softs skils (habilidades socioemocionais) e as hard skils (habilidades técnicas) são essenciais e envolvem o desenvolvimento de capacidades relacionadas a inovação, colaboração, criatividade, pensamento crítico, resoluções de problemas, empatia etc, que se tornaram requisitos básicos para o ingresso no mercado de trabalho. E as empresas seguem totalmente conectadas aos novos tempos, com a ampliação da inteligência artificial, IoT (Internet das coisas), programação, robótica, além da cultura maker, que traz novas oportunidades com a cultura do faça você mesmo.

Pesquisa recente realizada pela consultoria PwC, relata que 64% dos CEOs das empresas consideram a capacidade de inovar mais relevante do que a eficiência operacional de seus funcionários. E se o assunto é relevante para o mercado de trabalho, deveria ser discutido no âmbito da educação formal, desde a nossa mais tenra idade, certo?

Foi por entender essa importante necessidade que em 2015 junto aos estudantes em uma escola carente da zona sul da cidade de São Paulo desenvolvemos o trabalho de robótica com sucata, que nasceu de uma problemática real - o lixo que impedia as crianças e jovens de irem à escola em dias de chuva, devido a alagamentos e doença como dengue e leptospirose. 

Robótica com sucata trouxe a necessidade de ensinar novas maneira de ensinar com as metodologias ativas, programação e robótica ao problema real do lixo e permitiu que os estudantes tivessem a oportunidade de vivenciar um aprendizado significativo pautado na educação integral, podendo intervir na sociedade como protagonista e aumentar sua autoestima. O trabalho recebeu 12 prêmios e me fez em 2019 ser a primeira mulher brasileira e a primeira sul americana a chegar no top 10 do Global Teacher Prize (o maior prêmio de educação do mundo) considerado o nobel da Educação.

Atualmente o trabalho é uma política pública na rede Estadual de Ensino do Estado de São Paulo com a missão de impactar 2,5 milhões de estudantes dos anos finais e médio e recentemente mais um desdobramento, com a inauguração do primeiro Centro de Inovação da educação básica de São Paulo. O espaço conta com 07 salas equipadas para fomentar a cultura maker e digital, desenvolver habilidades em programação, robótica, modelagem 3D, prototipagem e fabricação digital. Além disso, o centro conta com um hub de inovação voltado a edtechs e mentorias para apoiar estudantes e professores, resolver problemas da educação e aproximar a cultura da inovação da sala de aula, aliado ao projeto de vida dos estudantes, sendo o primeiro de quinze centros que serão espalhados em todo o Estado de São Paulo.

Além de promover transformação social, onde esses jovens saem de um lugar de consumidores de tecnologia para o de produtores de inovação, esse importante passo rumo à educação inovadora é a certeza de que os estudantes estarão melhores preparados para assumir futuros desafios no mundo corporativo. E isso é uma excelente notícia para o ecossistema todo.

Compartilhar:

Autoria

Débora Garofalo

Gestora de tecnologias da Secretaria de Educação do Estado de São Paulo. Recebeu diversos prêmios importantes pelo trabalho desenvolvido na educação pública - vencedora do prêmio Professores do Brasil 2018, vencedora da Aprendizagem Criativa Brasil do MIT 2019, recebeu a medalha dos pacificadores da ONU. Em 2019 foi a primeira mulher brasileira e a primeira sul americana a chegar entre os top 10 do Global Teacher Prize, Nobel da Educação, sendo considerada uma das 10 melhores professoras do Mundo. É integrante da comissão em direitos humanos da Secretaria Municipal de Direitos Humanos.

Artigos relacionados

Imagem de capa Desafios da implementação de uma cultura data-driven

Transformação Digital

09 Maio | 2024

Desafios da implementação de uma cultura data-driven

Cada vez mais processos intuitivos não serão a melhor escolha para tomada de decisão. Planejamento, experimentação e análise acompanha olhar de dados, mas por que ainda não estamos os utilizando?

Denys Fehr

5 min de leitura

Imagem de capa Despesas corporativas: o papel dos adiantamentos inteligentes na era digital

Transformação Digital

08 Maio | 2024

Despesas corporativas: o papel dos adiantamentos inteligentes na era digital

O papel vital da automação e evolução da força de trabalho passa por desafios quanto a tecnologia e quem fará uso dela. Por isso, cada vez mais perspectivas distintas podem nos ajudar a dar conta desse futuro.

Edson Gonçalves

4 min de leitura

Imagem de capa Por que as equipes de RH devem se preocupar com robótica?

Transformação Digital

07 Maio | 2024

Por que as equipes de RH devem se preocupar com robótica?

O papel vital da automação e evolução da força de trabalho passa por desafios quanto a tecnologia e quem fará uso dela. Por isso, cada vez mais perspectivas distintas podem nos ajudar a dar conta desse futuro.

Lotte Sodemann Sørensen

4 min de leitura

Imagem de capa A revolução musical na era do streaming: conexões, diversificação e experiências

Transformação Digital

05 Maio | 2024

A revolução musical na era do streaming: conexões, diversificação e experiências

A expectativa de vida cresceu consideravelmente, chegando a 76 anos em alguns pontos no Brasil, então: é hora de reconhecer o poder econômico e os hábitos de consumo dessa população madura e diversa, que representa uma oportunidade valiosa para os negócios.

Kika Brandão

5 min de leitura

Imagem de capa Transforme seu marketing com martech stack: o guia completo

Marketing Business Driven

30 Abril | 2024

Transforme seu marketing com martech stack: o guia completo

As inovações tecnológicas 4.0 já estão no cotidiano dos brasileiros, seja na melhor rota do aplicativo de mapas ou na série sugerida pelo streaming. No campo, já não são apenas uma realidade, mas também essenciais para o aumento da produtividade de forma sustentável.

Leticia Rosa

5 min de leitura