fb-embed

Sociedade

3 min de leitura

Educação precisa focar nas necessidades do mercado em transformação

Com o modelo de educação formal posto em dúvida, as empresas e escolas corporativas estão prontas para viver as mudanças provocadas pelo ensino digital?

Colunista Luiz Alberto Ferla

Luiz Alberto Ferla

16 de Setembro

Compartilhar:
Artigo Educação precisa focar nas necessidades do mercado em transformação

Para os executivos brasileiros, a pandemia acentuou a percepção da importância da capacitação. Um levantamento feito pela empresa de auditoria e consultoria Grant Thornton, no primeiro semestre de 2021, identificou que os gestores estão mais dispostos a investir em qualificação de suas equipes nos próximos 12 meses. Entre os 253 executivos brasileiros entrevistados, 74% consideram aumentar os investimentos para desenvolver novas habilidades em seus times.

Investir em educação corporativa é importante para elevar as habilidades, técnicas e competências da equipe, obter níveis mais altos de engajamento do colaborador, aumentar a retenção de profissionais e, claro, melhorar a produtividade. Hoje, o desenvolvimento e o aprendizado são apontados como principais motivadores para a permanência numa empresa. O investimento em capacitação também se faz necessário porque a pandemia passou a exigir maior desenvolvimento de habilidades comportamentais.

As soft skills já eram consideradas tão importantes quanto as hard skills antes mesmo desses novos tempos pandêmicos. Com a chegada da covid-19, e com a necessidade de nos mantermos produtivos, veio a exigência de uma nova organização da rotina, respostas mais rápidas às mudanças, adaptabilidade em um cenário incerto, comunicação 100% a distância, tolerância com os imprevistos, saber trabalhar de forma autônoma e estabelecer relações de confiança, entre outros desafios.

Para o desenvolvimento desses comportamentos são necessárias habilidades como organização, flexibilidade, foco, empatia, priorização, inteligência emocional e, sem dúvida, a criatividade para lidar com as surpresas de cada dia com um olhar otimista, gerando novas ideias e soluções em um cenário complexo e em constante mudança.

Algumas empresas já despertaram para essa nova realidade e passaram a investir em soluções de desenvolvimento contínuo, entendendo que as habilidades que hoje são necessárias, amanhã poderão se tornar obsoletas.

Concorrência de formatos

O aumento da demanda por estruturação de programas de treinamento e capacitação ou por migração de programas do presencial para o digital vem sendo sentida desde meados do ano passado. Isso ocorreu, principalmente, nas universidades corporativas e em programas de treinamento permanentes. Atualmente, a maior parcela dos orçamentos de treinamentos das grandes corporações é destinada à capacitação online ou ao sistema híbrido de treinamento. Essa é uma nova realidade, que deve se consolidar, pelos ganhos de escala, redução de custos e melhores resultados.

Uma das grandes vantagens da modalidade a distância é a economia de recursos, pois elimina os custos com estrutura física e permite um ganho de tempo no ensino. A ideia de que o aprendizado somente se adquire por meio de uma educação formal, como uma graduação ou formação superior, não é mais verdadeira. Esse formato de ensino já não dá conta do conteúdo exigido quando migramos da escola para o ambiente de trabalho.

A educação a distância irá democratizar o ensino e quebrar fronteiras tradicionais na educação. A tendência será o compartilhamento de conteúdo de forma aberta para em rede. Os serviços de banda larga, especialmente o 5G, deverão receber mais investimentos, proporcionar e permitir a criação de ambientes totalmente virtuais e online para o aprendizado na prática.

A educação formal perderá importância à medida que o ensino digital conquistar mais adeptos, já que é mais escalável, mensurável e econômico. Novas profissões surgirão todos os anos e o EaD acompanhará esta evolução, oferecendo cursos de "especialização", em vários formatos e de menor duração, que vão muito além do que as universidades oferecem e focados nas necessidades desse novo mercado em transformação.

As primeiras décadas de evolução da educação a distância (de 1990 e de 2000) foram importantes para a adequação das novas metodologias de ensino e aprendizado. No entanto, esse avanço é contínuo e deve influenciar mudanças significativas para o futuro da educação nos próximos anos.

Gostou do artigo do Luiz Alberto Ferla? Saiba mais sobre educação corporativa e transformação mercadológica assinando gratuitamente nossas newsletters e escutando nossos podcasts em sua plataforma de streaming favorita.

Compartilhar:

Autoria

Colunista Luiz Alberto Ferla

Luiz Alberto Ferla

É fundador e CEO do DOT Digital Group.

Artigos relacionados

Imagem de capa Desafios da implementação de uma cultura data-driven

Transformação Digital

09 Maio | 2024

Desafios da implementação de uma cultura data-driven

Cada vez mais processos intuitivos não serão a melhor escolha para tomada de decisão. Planejamento, experimentação e análise acompanha olhar de dados, mas por que ainda não estamos os utilizando?

Denys Fehr

5 min de leitura

Imagem de capa Despesas corporativas: o papel dos adiantamentos inteligentes na era digital

Transformação Digital

08 Maio | 2024

Despesas corporativas: o papel dos adiantamentos inteligentes na era digital

O papel vital da automação e evolução da força de trabalho passa por desafios quanto a tecnologia e quem fará uso dela. Por isso, cada vez mais perspectivas distintas podem nos ajudar a dar conta desse futuro.

Edson Gonçalves

4 min de leitura

Imagem de capa Por que as equipes de RH devem se preocupar com robótica?

Transformação Digital

07 Maio | 2024

Por que as equipes de RH devem se preocupar com robótica?

O papel vital da automação e evolução da força de trabalho passa por desafios quanto a tecnologia e quem fará uso dela. Por isso, cada vez mais perspectivas distintas podem nos ajudar a dar conta desse futuro.

Lotte Sodemann Sørensen

4 min de leitura

Imagem de capa A revolução musical na era do streaming: conexões, diversificação e experiências

Transformação Digital

05 Maio | 2024

A revolução musical na era do streaming: conexões, diversificação e experiências

A expectativa de vida cresceu consideravelmente, chegando a 76 anos em alguns pontos no Brasil, então: é hora de reconhecer o poder econômico e os hábitos de consumo dessa população madura e diversa, que representa uma oportunidade valiosa para os negócios.

Kika Brandão

5 min de leitura

Imagem de capa Transforme seu marketing com martech stack: o guia completo

Marketing Business Driven

30 Abril | 2024

Transforme seu marketing com martech stack: o guia completo

As inovações tecnológicas 4.0 já estão no cotidiano dos brasileiros, seja na melhor rota do aplicativo de mapas ou na série sugerida pelo streaming. No campo, já não são apenas uma realidade, mas também essenciais para o aumento da produtividade de forma sustentável.

Leticia Rosa

5 min de leitura