fb-embedÉ preciso ir além da estratégia HSM Management

Estratégia e execução

3 min de leitura

É preciso ir além da estratégia

Para garantir uma implementação bem-sucedida do planejamento, seis elementos são fundamentais

Alisson G. Pereira

18 de Dezembro

Compartilhar:
Artigo É preciso ir além da estratégia

Antes de entrar na Partners in Performance, eu já tinha aprendido que uma estratégia robusta é algo essencial para qualquer empresa, mas que isso não é suficiente para garantir o sucesso do negócio.

Após participar de alguns projetos de gestão, entendi que as pessoas tendem a agir pelos caminhos de menor resistência. Portanto, para a estratégia ser executada com sucesso, ela precisa ser implementada por esses caminhos.

Essa implementação bem-sucedida requer alinhamento organizacional. Ele garante que ações da liderança cheguem diretamente à linha de frente e que os resultados da operação sejam compreendidos rapidamente, garantindo não apenas a implementação, mas também uma melhoria contínua do que foi planejado. Na Partners in Performance, consideramos seis elementos principais que garantem o alinhamento organizacional:

1. Indicadores definidos e conectados

As pessoas precisam entender como suas atividades diárias afetam os resultados da organização e elas precisam ser responsabilizadas por eles. Assim, é importante que os indicadores pelos quais os indivíduos são avaliados estejam diretamente conectados com os indicadores principais da empresa, assim, a estratégia deve ser desdobrada em índices em todos os níveis até a linha de frente.

2. Procedimentos claros

Para entregar os resultados esperados, os colaboradores necessitam ter clareza em como fazer seu trabalho da forma adequada. É importante que os procedimentos estejam bem definidos e que as equipes tenham as competências requeridas para atingir as metas estabelecidas.

3. Motivação e responsabilidade

Uma organização alinhada requer responsabilidade individual pelos resultados. Assim, é importante que cada indicador tenha um único responsável. As pessoas se tornam mais comprometidas quando são avaliadas e recompensadas por metas que conseguem influenciar.

4. Rotinas de sustentação dos resultados

Também são necessárias rotinas para acompanhar sistematicamente os resultados obtidos, propor novas ações de melhoria e checar se as ações acordadas com a equipe foram executadas. Assim, cria-se um ciclo natural de responsabilidade, facilitando com que as propostas da liderança cheguem à linha de frente.

5. Melhoria contínua

Um plano estratégico raramente é executado completamente como planejado. É natural que ocorram mudanças ao longo do tempo e que uma parte do que fora estipulado não se mostre efetive na prática. Assim, a organização precisa de processos robustos de melhoria contínua, diretamente conectados aos índices da linha de frente, e que podem gerar ações práticas.

6. Liderança visível

A liderança tem um papel fundamental não apenas no desenvolvimento da estratégia, mas também na sua implementação. Ela precisa estar presente com suas equipes em todos os níveis hierárquicos para entender na prática o que realmente funciona, demonstrar aonde se quer chegar com as ações propostas e esclarecer como o trabalho de cada pessoa ajuda a atingir um propósito comum e os resultados desejados.

Organizações alinhadas através desses seis elementos são mais coerente e conseguem executar na prática os seus planos de longo prazo. Além disso, em um mundo em constante transformação, elas conseguem ser mais ágeis para ajustar sua estratégia e adaptá-la conforme necessário, movimento que resulta em metas concretas e sustentáveis ao longo do tempo.

Confira mais textos como esse na Comunidade: CEO's do Amanhã.

Compartilhar:

Autoria

Alisson G. Pereira

Alisson G. Pereira é business analyst na Partners in Performance. Faz parte da comunidade Young Leaders.

Artigos relacionados

Imagem de capa Franquias atravessam crise com parcerias, novos formatos e multicanalidade

Estratégia e execução

01 Agosto | 2022

Franquias atravessam crise com parcerias, novos formatos e multicanalidade

Poucos segmentos da economia são tão inovadores quanto o franchising. Um olhar atento sobre operações brasileiras ajuda a entender

Leonardo Pujol e Daniel Sanes

5 min de leitura

Imagem de capa Com a Lei Geral de Proteção de Dados, o CRM pode virar o jogo nos negócios

Estratégia e execução

22 Junho | 2022

Com a Lei Geral de Proteção de Dados, o CRM pode virar o jogo nos negócios

A LGPD inseriu novas camadas de complexidade à jornada do cliente. Elas não podem ser vistas como um complicador, mas como uma oportunidade

Renan Marafigo

4 min de leitura

Imagem de capa No mundo ‘no channel’, antes de mais nada, somos todos consumidores

Estratégia e execução

15 Junho | 2022

No mundo ‘no channel’, antes de mais nada, somos todos consumidores

Trazer essa visão para dentro da organização é a chave para manter a relevância da marca na vida do consumidor

Laura Barros

3 min de leitura

Imagem de capa Por que a área de PR deveria ser a próxima grande aposta dos CMOs

Marketing e vendas

28 Abril | 2022

Por que a área de PR deveria ser a próxima grande aposta dos CMOs

Construir a reputação da marca frente aos seus diversos stakeholders é parte essencial de uma estratégia de marketing, além de indispensável para a gestão da marca

Gabriela Onofre

2 min de leitura

Imagem de capa Cinco megatendências para o futuro do trabalho

Gestão de pessoas

18 Janeiro | 2022

Cinco megatendências para o futuro do trabalho

Saiba o que em breve vai interferir no desenvolvimento dos profissionais – e como se preparar para elas

Paulo César Teixeira

4 min de leitura

Imagem de capa Autoconhecimento para as novas lideranças

Liderança

29 Dezembro | 2021

Autoconhecimento para as novas lideranças

Quer obter resultados únicos e se diferenciar no mercado? Entenda como e por que a autoliderança ajuda a fomentar sua capacidade de inovar na gestão de si mesmo e da sua equipe

Heloísa Capelas

5 min de leitura