fb-embed

Empreendedorismo

4 min de leitura

O Dilema da construção da Carreira: Qualidade de Vida vs. Ascensão Profissional

O que realmente importa quando pensamos nesta dicotomia dos nossos trabalhos?

Colunista Sabina Augras e Laura Fuks

Sabina Augras e Laura Fuks

27 de Fevereiro

Compartilhar:
Artigo O Dilema da construção da Carreira: Qualidade de Vida vs. Ascensão Profissional

Nossa jornada profissional é frequentemente uma busca pelo equilíbrio entre duas forças aparentemente opostas: qualidade de vida e ascensão profissional. Enquanto algumas gerações anteriores podem ter priorizado a escalada corporativa a todo custo, hoje nos deparamos com uma geração que valoriza propósitos e equilíbrio entre trabalho e vida pessoal. Mas será que essa mudança de paradigma é realmente tão ampla quanto parece?

A Era da Qualidade de Vida: Em uma época em que a rapidez e a intensidade da vida profissional podem ser esmagadoras, a busca pela qualidade de vida ganha destaque. As prioridades estão mudando, e muitas pessoas estão reavaliando o que realmente importa em suas carreiras. O equilíbrio entre trabalho e vida pessoal está se tornando uma prioridade para muitos, principalmente para os mais jovens, e isso se reflete na crescente demanda por ambientes de trabalho flexíveis e culturas empresariais que promovem o bem-estar dos funcionários. Estudos mostram que empresas que investem na qualidade de vida de seus colaboradores têm equipes mais engajadas, produtivas e satisfeitas. Além disso, muitos jovens profissionais buscam empresas que ofereçam benefícios como horários flexíveis, trabalho remoto e programas de bem-estar. Isso não apenas melhora a qualidade de vida, mas também fortalece a lealdade e a retenção de talentos.

A Busca pela Ascensão Profissional: Enquanto a busca pela qualidade de vida ganha terreno, a pressão social e a cultura empresarial podem continuar a valorizar a ascensão profissional a qualquer custo. Para algumas pessoas, o sucesso ainda é medido pela posição hierárquica, salário e reconhecimento público. Histórias inspiradoras de indivíduos que perseguiram intensamente a ascensão profissional, muitas vezes superando obstáculos significativos, ilustram a busca implacável pelo sucesso. Essas histórias demonstram que a ambição e a determinação podem resultar em realizações notáveis. No entanto, essa busca incessante pelo topo também levanta questões sobre o custo pessoal. Muitos se perguntam se a dedicação total à carreira vale o sacrifício de outros aspectos da vida, como relacionamentos e saúde.

Geração Propósito: Mitos e Realidades A chamada "Geração Propósito" é frequentemente associada a jovens profissionais que aspiram a trabalhar para empresas alinhadas com seus valores e missões. Eles estão em busca de significado em suas carreiras e têm o desejo genuíno de contribuir para um mundo melhor. No entanto, apesar dessa tendência inspiradora, a pressão por ascensão profissional e ganhos financeiros ainda exerce uma influência considerável sobre a tomada de decisões dos jovens. Estudos apontam que, embora a geração mais jovem valorize o propósito e a responsabilidade social, a busca por qualidade de vida permanece no centro de suas escolhas de carreira. O propósito é, sem dúvida, um componente importante, mas não o único fator determinante. Isso nos leva a questionar como as empresas estão se adaptando para atrair essa geração. Empresas que comunicam seu propósito de maneira eficaz e demonstram um compromisso genuíno com questões sociais e ambientais têm uma vantagem na atração de jovens talentos, que buscam não apenas um propósito, mas também um equilíbrio entre qualidade de vida e realizações profissionais.

Encontrando um Equilíbrio Pessoal: No final do dia, a decisão entre qualidade de vida e ascensão profissional é altamente pessoal e subjetiva. Não existe uma fórmula única que funcione para todos. Cada pessoa deve encontrar seu próprio equilíbrio, levando em consideração suas metas pessoais e profissionais, valores e prioridades individuais. Encontrar esse equilíbrio exige uma profunda reflexão sobre o que é verdadeiramente importante. Definir metas realistas e alcançáveis que estejam alinhadas com quem somos e o que buscamos em nossas carreiras é fundamental.

No início de carreira, esta jornada de autoconhecimento é ainda mais valiosa. É o momento perfeito para explorar diferentes caminhos, experimentar e aprender com as experiências. É muito importante lembrar de que não se deve ter pressa e que não há decisões definitivas . Aproveitar a flexibilidade que essa fase oferece para construir uma base sólida que permita equilibrar as aspirações pessoais e profissionais. À medida que avançar, o jovem terá a oportunidade de refinar sua trajetória e adaptar suas metas de acordo com o que realmente importa. E, quando encontrar esse equilíbrio, a jornada de carreira será não apenas bem-sucedida, mas também significativa e gratificante. Portanto, é importante não ter medo de seguir o próprio caminho e definir seu próprio ritmo, pois a verdadeira realização profissional começa com a descoberta de quem você é e do que deseja alcançar.

Em um mundo onde as pressões externas muitas vezes nos empurram para extremos, a verdadeira sabedoria está em encontrar um equilíbrio que funcione para nós, especialmente quando estamos dando os primeiros passos em nossa carreira. A escolha entre qualidade de vida, ascensão profissional e propósito é única para cada um de nós. O segredo está em compreender nossas motivações e valores pessoais, e tomar decisões que estejam alinhadas com nossa essência e aspirações de carreira desde o início.

Cada um de nós tem o poder de esculpir seu próprio caminho, descobrindo o equilíbrio que nos permita alcançar nossos objetivos pessoais e profissionais de maneira gratificante. A jornada profissional começa com a escolha, mas é forjada pela forma como abraçamos os desafios e as oportunidades que surgem ao longo do percurso, ou seja, enquanto a escolha inicial da sua carreira é importante, o que realmente importa é como você lida com as experiências, dificuldades e oportunidades que encontrará durante sua trajetória profissional. A forma como você enfrenta esses momentos definirá o crescimento e o sucesso da sua carreira, ou seja, a importância está no aprendizado contínuo e na adaptabilidade ao longo da jornada profissional.

Compartilhar:

Colunista

Colunista Sabina Augras e Laura Fuks

Sabina Augras e Laura Fuks

Sabina Augras e Laura Fuks

Sabina Augras e Laura Fuks são sócias fundadoras da Cmov, edtech na área de carreira e empregabilidade.

Artigos relacionados

Imagem de capa Como as estratégias de gestão podem reduzir os custos elevados dos reajustes anuais dos planos de saúde empresariais?

Gestão de pessoas

16 Abril | 2024

Como as estratégias de gestão podem reduzir os custos elevados dos reajustes anuais dos planos de saúde empresariais?

Entenda os impactos e estratégias para garantir a sustentabilidaded dos planos de saúde, que devem aumentar em até 25% neste ano.

Katia De Boer

5 min de leitura

Imagem de capa Aerofólios, back office e diferenciação competitiva

Gestão de pessoas

15 Abril | 2024

Aerofólios, back office e diferenciação competitiva

Você sabe qual foi a revolução do aerofólio na Fórmula 1? Imagina de que maneira podemos utilizar esta lógica para a diferenciação no empreendedorismo? É essa reflexão que Valter Pieracciani nos convida a fazer em seu novo texto para a HSM Management.

Valter Pieracciani

3 min de leitura

Imagem de capa Gestor de gestores: os desafios da transição de gerente para diretor

Gestão de pessoas

27 Março | 2024

Gestor de gestores: os desafios da transição de gerente para diretor

Em mais um texto, Valeria Pimenta traz uma reflexão necessária sobre questões relacionadas às promoções e o papel de gestores e líderes, que se diferencia das questões de mérito ou produtivas de uma função

Valéria Pimenta

3 min de leitura

Imagem de capa A importância dos conselhos no plano de sucessão de empresas familiares

Gestão de pessoas

25 Março | 2024

A importância dos conselhos no plano de sucessão de empresas familiares

Sucessão de organizações familiares muitas vezes se tornam uma questão delicada e complexa. Nesse sentido, qual a importância de um conselho nesse trabalho estratégico em um momento crucial?

Farias Souza

4 min de leitura

Imagem de capa Amplie o olhar da inovação pelos números: o que há além do eixo Sul/Sudeste?

Empreendedorismo

16 Março | 2024

Amplie o olhar da inovação pelos números: o que há além do eixo Sul/Sudeste?
Amure Pinho

3 min de leitura