fb-embedFechando a conta de 2021 HSM Management

Gestão de pessoas

2 min de leitura

Fechando a conta de 2021

Ao acreditar em ritos, pensamos em ciclos que acabam e se iniciam; compartilho, assim, sete dicas para que tanto líderes quanto colaboradores possam fazer um balanço deste ano e pensar numa nova etapa

Colunista Viviane Mansi

Viviane Mansi

23 de Dezembro

Compartilhar:
Artigo Fechando a conta de 2021

Faz mais de um ano que sou colunista desta HSM Management e para mim é inevitável chegar ao mês de dezembro fazendo um balanço do que passou e acertar o passo do que estar por vir (quem quiser relembrar o texto de dezembro de 2020, acesse o conteúdo aqui). Neste sentido, acredito que ritos são fundamentais, pois marcam os momentos que precisamos ou queremos lembrar.

A partir dessa premissa, imagine a diferença que isso pode fazer para seu time? Assim, aproveite o mês de dezembro ou o início do ano para passar um traço nesse capítulo chamado 2021. A lista de orientações, a seguir, pode te ajudar nesse processo:

1. Reconheça as conquistas, os aprendizados, as melhorias e tudo aquilo que você gostaria que continuasse sendo a cara do grupo. Reconhecer é uma forma muito eficiente de fortalecer cultura e canalizar a energia do time.

2. Incentive o seu time também a agradecer as demais áreas. Ninguém trabalha numa ilha, portanto, as relações são cada vez mais importantes.

3. Evite o "feedbacksanduíche". Ele é muito chato. Se você tem algo difícil a dizer, diga. No entanto, não misture isso com outros feedbacks positivos, pois tira o mérito do segundo e não ajuda o primeiro a ser mais eficiente.

4. Volte à lista de metas do ano e faça um balanço. O que trouxe mais satisfação para o time? O que foi duro? O que queremos melhorar? Gosto de fazer uma lista de “que bom” e “que tal?” para direcionar o ano.

5. Comece a escrever as prioridades do ano, junto com o time. Contudo, para isso, fale do contexto. É impressionante como boa parte dos nossos colegas não conhece as prioridades estratégicas das empresas. Sem isso, fica mais difícil acertar e dá margem à frustração.

6. Pergunte ao time como você pode melhorar. Nada mais justo se você também está pedindo ajustes no time, certo?

7. Aproveite para descansar ou diminuir o ritmo (se você não está no comércio, né? Se for seu caso, ótimas vendas! E que o merecido descanso venha logo mais). Ninguém opera em alta performance nos 365 dias por ano. É preciso reconhecer que as pausas fazem parte da eficiência e ajudam a equilibrar corpo e mente para a próxima jornada.

Um excelente 2022 para todos vocês, e que tenhamos novas oportunidades de realização nesse ano que entra.

Compartilhar:

Colunista

Colunista Viviane Mansi

Viviane Mansi

Liderança na ponta da língua

Viviane é relações públicas e trabalha com comunicação há mais de 20 anos. Ela dedica parte do seu tempo livre à criação de conteúdo. Hoje é diretora regional de Comunicação e Sustentabilidade da Toyota, diretora da ABRH e conselheira da revista HSM Management. 

Viviane escreverá mensalmente para a coluna Liderança na ponta da língua.

Artigos relacionados

Imagem de capa Cinco megatendências para o futuro do trabalho

Gestão de pessoas

18 Janeiro | 2022

Cinco megatendências para o futuro do trabalho

Saiba o que em breve vai interferir no desenvolvimento dos profissionais – e como se preparar para elas

Paulo César Teixeira

4 min de leitura

Imagem de capa RH do futuro: de business partner para business challenger

Gestão de pessoas

12 Janeiro | 2022

RH do futuro: de business partner para business challenger

A evolução do papel do profissional de recursos humanos passa de parceiro para líder de negócio. Conheça as habilidades necessárias para ser um business challenger

Michele Martins

5 min de leitura