fb-embed

As empresas que não são éticas vão desaparecer

O executivo-chefe de ética da L’Oréal mundial, Emmanuel Lulin, foi eleito o executivo top de ética do mundo. Nesta entrevista exclusiva, ele mostra como sua empresa se estrutura para responder às cobranças e ameaças na área

Janes Rocha

08 de Abril

Compartilhar:
Artigo As empresas que não são éticas vão desaparecer
O executivo-chefe de ética da L’Oréal mundial, Emmanuel Lulin, foi eleito o executivo top de ética do mundo. Nesta entrevista exclusiva, ele mostra como sua empresa se estrutura para responder às cobranças e ameaças na área ...

Você precisa estar logado em sua conta para acessar esse conteúdo

Gostaria de acessar esse conteúdo?

Artigos relacionados

Imagem de capa Explorar novos horizontes pode ser transformador para as empresas

Empreendedorismo

27 Fevereiro | 2024

Explorar novos horizontes pode ser transformador para as empresas

O envolvimento das empresas no comércio exterior pode estimular a inovação e o aprendizado intercultural, crucial neste processo constante de globalização

Luiz Soria

3 min de leitura