fb-embed

9 min de leitura

A mensagem do HSM+ para os líderes de 2024

Convidamos Paulo Campos para assistir, com seu olhar de professor de liderança, às palestras do maior evento de gestão da América Latina. Cento e oitenta palestrantes depois, distribuídos por 14 palcos e vistos por 3,5 mil pessoas, ele compartilha seis insights

Paulo Vieira de Campos

04 de Dezembro

Compartilhar:
Artigo A mensagem do HSM+ para os líderes de 2024

Você vai liderar alguma equipe em 2024?

Se sim, deveria estar no HSM+, que aconteceu semana passada, a última de novembro. Muitos estiveram, eu sei, já que 3,5 mil pessoas mergulharam em aprendizados ali nos dois dias (e nos 14 palcos) do evento. Mas escrevo este artigo para quem eventualmente não pôde te a experiência ou para quem a teve incompleta.

Foi como especialista em desenvolvimento de lideranças e atento observador das tendências nessa seara que consumi o máximo de conteúdo dos 180 palestrantes do HSM+ 2023. E é dessa posição que compartilho insights em seis áreas-chave que vão impactar o papel da liderança. Essas áreas, profundamente influenciadas pela crescente presença da inteligência artificial (IA) e pela necessidade emergente de abordagens sustentáveis e centradas no ser humano, segundo todas as palestras e conversas paralelas, destacam-se como vitais para os líderes que aspiram excelência e relevância no futuro próximo:

1.Inteligência artificial como ferramenta complementar à liderança humana: como a IA pode ampliar, e não substituir, a inteligência humana, equilibrando análise de dados e intuição. 2.Sustentabilidade e impacto social corporativo: a importância de integrar práticas sustentáveis nas estratégias de negócios e alinhar IA com responsabilidade social. 3.Educação e requalificação em face da obsolescência funcional: a necessidade de programas de aprendizado contínuo e requalificação para enfrentar a evolução das demandas do mercado de trabalho. 4.Promoção da diversidade e inclusão: como a IA pode ser usada para criar ambientes de trabalho mais justos e representativos. 5.Governança de dados e tomada de decisão baseada em evidências: a importância de uma governança de dados eficaz para tomar decisões informadas e responsáveis. 6.Cultura de aprendizado e desenvolvimento contínuo: criação de um ambiente que valorize o aprendizado contínuo e o desenvolvimento de habilidades.

Vejamos, então, cada uma delas:

1.IA COMO FERRAMENTA COMPLEMENTAR À LIDERANÇA HUMANA

A inteligência artificial (IA) está se tornando cada vez mais integrada nas operações diárias das organizações. Para líderes prospectando o cenário de 2024, é imperativo não apenas entender as funcionalidades da IA, mas também como ela pode complementar habilidades humanas únicas. Os líderes devem ser fluentes em tecnologia para orientar suas equipes através da transformação digital e utilizar IA para otimizar processos, antecipar tendências de mercado e facilitar a inovação.

Contudo, a IA não pode substituir o discernimento humano, a intuição e a capacidade de relacionamento interpessoal. A questão então se torna: Como a IA pode ser um amplificador da inteligência humana sem substituir a tomada de decisão emocional e ética que define a liderança eficaz? Líderes deverão buscar IA que ofereça insights e recomendações, mas mantendo sempre a decisão final nas mãos humanas. Isso significa que devem estar dispostos a investir em sistemas de IA que são transparentes em seus processos e conclusões, permitindo que os líderes entendam e confiem nos dados apresentados.

O desenvolvimento de líderes em 2024 também envolverá a capacitação na interpretação de grandes volumes de dados, entendendo o que é significativo e o que pode ser uma anomalia. A liderança no futuro próximo necessitará de uma compreensão aprofundada de como a IA pode ser usada para prever comportamentos e resultados, enquanto permanece sensível às nuances humanas que a tecnologia não pode capturar. Uma liderança eficaz em 2024 dependerá de um equilíbrio entre a confiança na IA e a manutenção da autoridade humana. Isso envolve a criação de um diálogo contínuo sobre a ética da IA, sua governança e os limites de sua aplicação. Os líderes precisarão de uma sólida compreensão dos princípios éticos e de como eles se aplicam no contexto da IA para evitar dependência excessiva da tecnologia em áreas onde o julgamento humano é insubstituível.

Os líderes devem se perguntar regularmente: A IA está servindo aos objetivos da organização de uma maneira que reforça nossa humanidade e valores? Como podemos garantir que a tecnologia esteja alinhada com nossas metas éticas e humanísticas? Essas reflexões serão essenciais para liderar com sucesso em um mundo cada vez mais impulsionado pela IA.

2.SUSTENTABILIDADE E IMPACTO SOCIAL CORPORATIVO

À medida que nos aproximamos de 2024, a sustentabilidade e o impacto social serão ainda mais críticos para o sucesso e a resiliência organizacional. Líderes devem navegar por um ambiente onde o lucro deve ser equilibrado com o propósito e a responsabilidade social. A adoção da IA oferece oportunidades para melhorar a eficiência operacional, reduzindo o consumo de recursos e minimizando o desperdício, mas também apresenta desafios éticos que devem ser cuidadosamente gerenciados. Os líderes precisarão fazer perguntas difíceis: Como nossas práticas de negócios, impulsionadas pela IA, estão impactando o meio ambiente e a sociedade? Estamos usando a IA para promover a inclusão social e econômica ou para ampliar as desigualdades existentes? Como podemos garantir que nossos esforços de IA sejam tanto ambientalmente sustentáveis quanto socialmente responsáveis?

A capacidade de articular uma visão clara que alinha a sustentabilidade com a estratégia de negócios será um traço distintivo dos líderes de 2024. Eles devem ser capazes de demonstrar como a IA pode ser usada para criar cadeias de suprimentos mais verdes, projetar produtos e serviços que reduzam a pegada de carbono e contribuam para a economia circular. Além disso, a responsabilidade social corporativa deve ser integrada ao núcleo da estratégia de IA, garantindo que as tecnologias sejam desenvolvidas e aplicadas de maneira que beneficiem todos os stakeholders, não apenas acionistas e clientes.

Líderes em 2024 devem se concentrar em construir empresas que não apenas sobrevivam, mas que floresçam, promovendo uma sociedade mais justa e um planeta mais saudável. Isso envolve investir em tecnologias de IA que suportem metas de desenvolvimento sustentável e criar um diálogo aberto sobre como as iniciativas de IA podem ser alinhadas com o bem-estar comunitário e global.

Os líderes precisarão equilibrar a inovação tecnológica com uma compreensão profunda das necessidades humanas e ambientais. Eles devem se fazer as seguintes perguntas: Estamos criando valor de longo prazo e sustentável com a ajuda da IA? Como podemos utilizar a IA para sermos pioneiros em uma nova era de responsabilidade social corporativa?

3.EDUCAÇÃO E REQUALIFICAÇÃO EM FACE DA OBSOLESCÊNCIA FUNCIONAL

Os líderes de 2024 enfrentarão um mercado de trabalho em constante evolução, onde a IA e a automação tornarão muitos empregos obsoletos. A requalificação e a educação contínua serão essenciais para manter a força de trabalho relevante e engajada. Líderes eficazes precisarão se tornar campeões do aprendizado ao longo da vida, incentivando suas equipes a desenvolver novas habilidades e adaptar-se às novas realidades do rabalho. A chave para a requalificação bem-sucedida será a personalização do aprendizado. A IA pode desempenhar um papel fundamental ao fornecer análises preditivas sobre as direções do mercado de trabalho e identificar habilidades emergentes. Líderes devem questionar: Como podemos criar programas de desenvolvimento profissional que não apenas ensinem novas habilidades, mas também promovam a capacidade de adaptação e resiliência?

A educação em 2024 precisará ir além do treinamento técnico, abrangendo habilidades sociais e cognitivas avançadas. As soft skills, como resolução de problemas complexos, pensamento crítico e colaboração interdisciplinar, serão tão importantes quanto as hard skills. Os líderes devem se perguntar: De que maneira podemos integrar o desenvolvimento de soft skills nos programas de requalificação para preparar nossa equipe para o futuro do trabalho?

Os líderes devem se comprometer a investir no capital humano, garantindo que todos tenham acesso igualitário às oportunidades de aprendizado. A democratização do aprendizado será fundamental para reduzir as desigualdades e promover a inclusão social. Líderes devem refletir: Como podemos tornar o aprendizado acessível e relevante para todos, independentemente do seu papel na organização?

4.PROMOÇÃO DE DIVERSIDADE E INCLUSÃO

A diversidade e inclusão no local de trabalho são fundamentais para a inovação e o sucesso em 2024. Líderes devem reconhecer e abraçar a riqueza que diferentes perspectivas e experiências trazem para a organização. A implementação da IA oferece uma oportunidade única para superar vieses inconscientes e promover um ambiente mais equitativo.

Os líderes devem se perguntar: Como podemos usar a IA para identificar e mitigar vieses em nossos processos de recrutamento e desenvolvimento? Como a tecnologia pode nos ajudar a criar um ambiente de trabalho mais inclusivo e representativo de uma sociedade diversificada?

A chave está na criação de políticas e práticas que promovam ativamente a diversidade e inclusão em todos os aspectos da operação empresarial. Isso inclui desde a contratação e promoção até o desenvolvimento de produtos e serviços. Líderes devem considerar: Estamos criando produtos e serviços que são acessíveis e úteis para uma ampla gama de pessoas, incluindo aquelas com diferentes habilidades, culturas e origens?

Além disso, o desenvolvimento de uma cultura organizacional que valorize e celebre a diversidade é essencial. Líderes devem criar espaços seguros para diálogos abertos e promover uma mentalidade de aprendizado contínuo sobre questões de diversidade e inclusão.

O sucesso na promoção da diversidade e inclusão em 2024 dependerá da capacidade dos líderes de integrar princípios éticos e humanísticos em suas estratégias de IA, garantindo que a tecnologia seja utilizada como uma força para o bem, e não apenas para o lucro.

5.GOVERNANÇA DE DADOS E TOMADA DE DECISÃO BASEADA EM EVIDÊNCIAS

Em 2024, a governança de dados será um componente crítico na liderança eficaz. Com a crescente prevalência da IA, os líderes devem ser capazes de navegar em um oceano de informações, discernindo dados valiosos de ruído e utilizando essas informações para tomar decisões informadas e estratégicas. A pergunta-chave é: Como podemos estabelecer sistemas de governança de dados que garantam precisão, transparência e responsabilidade?

Líderes devem ser proficientes na interpretação de dados, compreendendo suas implicações e limitações. Uma abordagem equilibrada requer combinar insights baseados em dados com intuição e experiência humanas. Isso significa desenvolver uma compreensão sofisticada de como a análise de dados pode informar, mas não ditar, a tomada de decisão.

A questão ética também é fundamental. Líderes devem se perguntar: Como podemos usar os dados de maneira responsável, garantindo que a privacidade e a segurança sejam preservadas? Como garantir que os dados sejam usados para promover o bem-estar geral e não apenas interesses organizacionais estreitos?

A liderança em 2024 exigirá a capacidade de antecipar e responder a mudanças rápidas no ambiente de dados. Líderes devem estar preparados para adaptar suas estratégias à medida que novos dados surgem e velhos paradigmas são desafiados.

6.CULTURA DE APRENDIZADO E DESENVOLVIMENTO CONTÍNUO

Para liderar efetivamente em 2024, a promoção de uma cultura de aprendizado contínuo será essencial. A IA pode ser uma ferramenta poderosa para personalizar a experiência de aprendizagem, mas os líderes devem cultivar um ambiente onde o aprendizado é valorizado e incentivado. Isso inclui a criação de oportunidades para o desenvolvimento profissional e pessoal, encorajando a curiosidade e a inovação.

Os líderes precisarão se perguntar: Como podemos integrar tecnologias de aprendizado baseadas em IA para personalizar e aprimorar a experiência educacional? Como podemos garantir que nossa força de trabalho esteja equipada com as habilidades necessárias para prosperar em um ambiente em constante mudança?

Uma cultura de aprendizado bem-sucedida em 2024 exigirá uma abordagem holística, abraçando não apenas as competências técnicas, mas também as habilidades interpessoais e cognitivas. Líderes devem ser modelos nesse aspecto, demonstrando um compromisso pessoal com o aprendizado contínuo e fomentando um ambiente onde a experimentação e o aprendizado com erros são vistos como parte do processo de crescimento.

ESSES SEIS INSIGHTS DO HSM+ 2023 delineiam um caminho para lideranças mais efetivas em 2024, não tenho dúvida. E o que eles nos estão dizendo, em conjunto?Que há a necessidade de abordagens inovadoras e humanizadas na era da inteligência artificial. Líderes eficazes serão aqueles que conseguem integrar tecnologia, sustentabilidade e um profundo respeito pelas qualidades humanas em suas estratégias e práticas.

Crédito da foto: playp

Compartilhar:

Autoria

Paulo Vieira de Campos

atua há mais de 25 anos como professor nos cursos de pós-graduação da ESPM, do Insper e da Sustentare e em treinamentos de grandes empresas brasileiras. É coach do vlog da HSM Management e autor de A estreia do líder, livro recém-lançado em cujos highlights se baseia este artigo.

Artigos relacionados

Imagem de capa ESG e a expansão de negócios de impacto socioambiental

ESG

15 Julho | 2024

ESG e a expansão de negócios de impacto socioambiental

Explorando como a integração de práticas ESG e o crescimento dos negócios de impacto socioambiental estão transformando o setor corporativo e promovendo um desenvolvimento mais sustentável e responsável.

Ana Hoffmann

3 min de leitura

Imagem de capa AI Agents e a personalização do comércio eletrônico

Transformação Digital

14 Julho | 2024

AI Agents e a personalização do comércio eletrônico

Explorando como os AI Agents estão transformando a experiência de compra digital com personalização e automação em escala, inspirados nas interações de atendimento ao cliente no mundo físico.

William Colen

4 min de leitura

Imagem de capa Inteligência Artificial e Gestão de Pessoas: como incorporar essa realidade nas empresas sem desumanizá-la?

Gestão de pessoas

10 Julho | 2024

Inteligência Artificial e Gestão de Pessoas: como incorporar essa realidade nas empresas sem desumanizá-la?

A IA está revolucionando o setor de pessoas e cultura, oferecendo soluções que melhoram e fortalecem a interação humana no ambiente de trabalho.

Fernando Ferreira

6 min de leitura