Menu

São os usuários mutantes que obrigam as empresas, startups ou não, a pensar em marketing de conteúdo | por Diego Gomes*

Usuários ávidos por conhecimento influenciam, cada vez mais, o modo de fazer marketing hoje e, por tabela, o modo de as novas empresas crescerem. Alguns empreendedores se tocaram disso e estão se beneficiando, mas a maioria ainda não sabe a oportunidade que vem perdendo.

Quer recuperar o tempo perdido? Seleciono quatro tendências que ajudam a entender melhor como anda o marketing de conteúdo aqui no Brasil e, depois, detalho as quatro maneiras como a ferramenta marketing de conteúdo ajuda seu negócio.

TENDÊNCIAS

1. O cenário já mudou – mesmo

Por que sobrecarregar a caixa de mensagens dos usuários com spam e publicidade não dá resultados? Porque os usuários querem receber conteúdo com qualidade, ter um relacionamento mais personalizado, entender que não são apenas mais um número para a empresa.

Isso é que faz o marketing de conteúdo ganhar grandes proporções. Nos Estados Unidos, cerca de 93% das organizações já usam as estratégias de marketing de conteúdo, segundo o Content Marketing Institute. Em escala menor, aqui no Brasil esse percentual gira em torno de 69%.

2. Com quem fazer

Como fazer? O primeiro passo é montar uma equipe que possa produzir o conteúdo. Eu sei; não é fácil manter profissionais dedicados só ao marketing em empresas iniciantes e pequenas, mas aliar mão de obra interna a produção de conteúdo terceirizado pode ser ótima alternativa.

Segundo pesquisas, combinar equipe interna com serviço terceirizado é o melhor caminho; empresas que fazem isso se consideram mais bem-sucedidas em 69% dos casos.

3. Resultados mandam

Quanto a produção de conteúdo custará? De acordo com pesquisas, 70% das empresas investem até 24% de seu orçamento total em marketing de conteúdo, mas esse valor pode variar de acordo com as estratégias que vão ser implementadas.

No entanto, aquelas que investem mais de 25% consideram-se mais bem-sucedidas. O melhor ao planejar o orçamento de produção de conteúdo é fazer com que corresponda de fato às necessidades de sua empresa – nada mais, nada menos.

E tão relevante quanto planejar é mensurar o retorno sobre o investimento. A pesquisa aponta que 82% das organizações que medem o ROI se consideram mais bem-sucedidas.

Por quê? Empresas que medem resultados de suas ações conseguem direcionar melhor os próximos investimentos em marketing de conteúdo, tornando-se, com isso, mais bem-sucedidas.

Antes de você, empreendedor, reclamar, saiba que não é tão difícil assim medir o ROI.

4. É mais fácil

Toda empresa precisa estar atenta às mudanças do marketing para poder melhorar seu desempenho, ninguém vai negar isso.

O que se nega, às vezes, é que as mais novas tenham condições de investir em marketing. Pois elas têm condições. E devem fazê-lo.

Aliás, para as mais novas, isso é muito mais fácil que para as já estabelecidas. As vantagens são muitas. Você está pronto para começar?

4 MANEIRAS DE AUMENTAR VENDAS

Sou cocriador de uma startup cujo negócio é o marketing de conteúdo. Eu o usei para minha empresa, a Rock Content, eu o aplico para meus clientes, eu como o assunto no café da manhã, no almoço e no jantar. Então, neste artigo, permita-me tirar algumas de suas dúvidas, que são comuns a muita gente neste momento.

Antes de mais nada, vamos explorar o conceito “marketing de conteúdo”, como o define formalmente o Content Marketing Institute (CMI), dos Estados Unidos:

“Marketing de conteúdo é uma técnica de marketing que se baseia na criação e distribuição de conteúdo valioso para atrair, engajar e converter o público-alvo de sua empresa. O objetivo de uma estratégia de marketing de conteúdo eficiente é criar um canal de relacionamento e ganhar a confiança do visitante de seu site, com o foco de transformá-lo em cliente”. Agora, simplifico um pouco a definição:

Marketing de conteúdo nada mais é do que utilizar peças de conteúdo, como posts de blog, white papers, estudos de caso e vídeos, entre outras, para gerar leads com o objetivo de vender mais e melhor, o que, no final do dia, levará seu negócio a registrar um ROI [retorno sobre o investimento] positivo.

Como o marketing de conteúdo faz isso? Educando clientes e não clientes a respeito de sua empresa. Na prática, ele faz o seguinte:

1. Cria autoridade. Que empresa não quer ser a primeira a ser lembrada quando as pessoas pensam em seu mercado? Produzir conteúdo de qualidade, que demonstre seu conhecimento e sua habilidade é uma forma fantástica de mostrar para seu cliente que você é o melhor em seu mercado. Compartilhar suas ideias, seus insights, números aos quais outras pessoas não têm acesso é uma ótima maneira de gerar mídia espontânea, ser convidado para palestras e outros eventos de sua indústria e assim atrair novos clientes. Um excelente exemplo é a SEOmoz, que poderia ser apenas mais uma das dezenas de empresas que vendem software para SEO, aquela técnica para um site aparecer melhor nas buscas dos usuários de internet. A SEOmoz tem um blog muito influente e uma bela comunidade ligada a ele. Seu pessoal educa toda a indústria, participa dos maiores eventos de SEO e está sempre entre os mais citados quando o assunto é essa técnica.

2. Ensina as pessoas sobre seu produto, serviço ou mercado. Educar seus clientes e não clientes sobre seu produto, serviço ou mercado deve ser a chave de sua estratégia de marketing e vendas. No caso de não clientes, você oferece informações que vão levá-los a perceber necessidades ou problemas que sua empresa pode solucionar, auxiliando-a a ter a credibilidade necessária para transformar um mero visitante em um cliente. No caso de clientes existentes, o marketing de conteúdo ajuda, pela constru-ção de credibilidade, a encurtar o ciclo de vendas. Quer fazer um experimento? Poste na internet um texto sobre a importância de um assunto específico para seu cliente potencial e, nesse artigo, leve-o a fazer o download de um e-book ou white paper de sua autoria que o ajude a entender como esse problema poderia ser solucionado. Em seguida, ofereça para esse prospect um estudo de caso que demonstre os motivos pelos quais sua empresa é a melhor fornecedora para as necessidades dele nesse tópico.

3. Otimiza o SEO. Todos sabem que, quanto mais conteúdo um site possui, maior a chance de ele atrair visitantes de buscadores. Uma boa estratégia de marketing de conteúdo consiste em manter seu site sempre atualizado e com conteúdo de qualidade. Isso, além de gerar tráfego, também atrai links e menções em redes sociais, fatores muito importantes para uma campanha de SEO bem feita.

4. Engaja prospects. O marketing de conteúdo, quando bem planejado, inclui interagir com os visitantes do site e manter o relacionamento. Assim, aproxima as marcas das pessoas e, por isso, torna muito mais fácil criar “defensores da marca”. Se você conversa com seu visitante e contribui para que ele se capacite em determinado assunto, você cria uma relação muito mais profunda do que se estivesse apenas utilizando a publicidade tradicional. A regra é clara: conheça melhor seu cliente e se aproxime dele. E aí, está sentindo uma coceirinha de curiosidade? Que tal testar uma estratégia de marketing de conteúdo agora?


 

* Diego Gomes é fundador da Rock Content. Apaixonado por startups, vendas, empreendedorismo e marketing de conteúdo, mantém o blog Webholic. Esse texto foi publicado originalmente na revista HSM Management nº 112 e atualizado em julho de 2017.