Menu

Um conjunto de técnicas conhecido como job crafting ajuda os profissionais a direcionar suas atividades e relacionamentos para que se encaixem melhor a suas características

Cada vez mais, a definição das características essenciais de um trabalho não está apenas nas mãos da empresa. Tem sido oferecida aos colaboradores a oportunidade de reconfigurar suas atividades, para que se encaixem melhor a seus interesses e talentos.

Por trás dessa tendência, está o conceito de job crafting (algo como “emprego feito à mão”), um conjunto de técnicas que ajuda os profissionais a reconfigurar os elementos fundamentas de sua função. “A possibilidade de desenhar suas funções aumenta a satisfação e a criatividade das pessoas no trabalho”, afirma o professor Justin Berg em artigo recente da revista Stanford Business.

O especialista explica que há três maneiras de realizar o job crafting:

•  redefinir as atividades que fazem parte do trabalho,

•  reestruturar os relacionamentos e as interações com os outros, e

• reformular a forma como as tarefas e os relacionamentos são vistos.

“Mesmo algumas mudanças pontuais podem fazer grande diferença”, diz Berg, destacando, porém, que os melhores resultados são obtidos quando essas três dimensões são contempladas no processo.

Vantagens para todos

O processo de job crafting inclui alguns passos básicos. Um exemplo é a divisão em atividades, com a descrição de quanto tempo e energia cada uma delas demanda.  As etapas seguintes estão relacionadas com o desenho de uma versão mais ideal, embora realista, do trabalho – um objetivo a ser perseguido.

Para isso, o mais importante é revisar as tarefas que integram o dia a dia para que se encaixem melhor aos valores, aos pontos fortes e àquilo que desperta a paixão do funcionário. Esse percurso costuma ser revelador, abrindo novas oportunidades.

Como Berg ressalta, suas pesquisas nessa área indicam que, em geral, o processo de job crafting é vantajoso tanto para os profissionais como para as organizações em que atuam. Para as pessoas, deixa-as mais motivadas e satisfeitas. Para as empresas, contribui para promover a criatividade e a inovação.  Afinal, é mais difícil para uma companhia se tornar, ou mesmo se manter, inovadora se os colaboradores trabalham em desacordo com seus talentos e preferências.

Contra a inércia 

As empresas tendem a ser estruturas burocráticas focadas na ordem e na coerência. Por isso, seu movimento inercial será sempre o de se prender ao estabelecido. A melhor aposta contra isso parece ser o job crafting.