Menu

Cofundador da Singularity University, o coautor do best-seller Organizações Exponenciais Salim Ismail prevê maior impacto da era exponencial em mercados emergentes e, especialmente em tempo de crise | por Adriana Salles Gomes

Depois de dois anos e pouco da publicação de Organizações Exponenciais, como você analisa o paradigma de organização exponencial?

Creio que minha tese foi confirmada. Centenas de empresas desse tipo estão surgindo no mundo, em um número crescente de setores. Muitas grandes empresas já usam os princípios da ExO para fazer diagnóstico de seus negócios. Vemos uma nova raça de organizações.

 Inclusive nos mercados emergentes?

Sim, o fenômeno exponencial tende a ser ainda mais importante em mercados emergentes como o Brasil, onde o pensamento de gestão está menos cristalizado. Claro que há obstáculos quando a economia do país é menos global e quando há muita regulamentação, porém o que mais impulsiona o novo modelo é a mentalidade – mais aberta nos emergentes.

O que será das organizações lineares e dos setores tradicionais como o agronegócio, tão importante para o Brasil?

Vão continuar importantes em mercados estáveis, mas estes serão cada vez mais raros. O fenômeno exponencial afeta toda empresa que tem algum nível de digitalização, e a tendência é que todas as empresas do mundo tenham algum nível de digitalização, até o agronegócio, com seus sensores para saber das chuvas etc.  Aliás, o agronegócio deve sofrer enorme impacto da agricultura vertical em cinco ou seis anos.

Uma crise como a que o Brasil vive acelera ou atrasa o fenômeno?

Crises aceleram mudanças em direção à era exponencial, porque a pressão para reduzir os gastos é o que leva as empresas a tentar coisas novas.

5 Donald Trump na presidência dos Estados Unidos acelera ou atrasa o fenômeno?

Ele deve reduzir o ritmo da mudança nos Estados Unidos, mas as pessoas mais capacitadas sairão dos Estados Unidos e montarão suas organizações exponenciais em outros lugares.

6 De tudo o que você escreveu, qual é o kit essencial para iniciar uma organização exponencial hoje?

Um propósito transformador massivo,  uma equipe de fundadores diversificada e apaixonada, uma comunidade e, claro, uma ideia incrível.


* Esta entrevista, concedida com exclusividade a Adriana Salles Gomes, foi publicada originalmente na revista HSM Management nº 120.